Sobre

sobre

Edilson Pereira nasceu em Oriente, São Paulo, em 11 de março de 1952. É jornalista desde 1975, quando começou a trabalhar em O Diário do Norte do Paraná, de Maringá. De 1976 a 1978 foi editor dos jornais alternativos Brado e Etc, ambos de Maringá.

Ainda em 1978, foi para São Paulo onde trabalhou na Agência Folhas de Notícias. De 1984 a 1997, desempenhou várias funções como jornalista na Folha de Londrina e de 1998 a 2015 nos jornais O Estado do Paraná e Tribuna do Paraná.

Como jornalista foi laureado em duas ocasiões pelo Prêmio Paraná nos anos de 1984 e 1985. E como dramaturgo foi laureado em duas ocasiões pela Funarte em 2003 e 2004. Teve poema e contos selecionados pelo Concurso Nacional de Contos e Poesias em 2005 e 2006, promovido pela Secretaria da Cultura do Paraná. Escreveu cerca de 900 contos e crônicas para as colunas Notas da Redação (O Estado do Paraná), Fahrenheit (O Diário do Norte do Paraná) e Pelas Ruas da Cidade (Tribuna do Paraná), além da seção Folhetim, também na Tribuna. Fez ainda para este jornal várias séries de reportagens, entre elas Crimes de Paixão e Lendas Vivas. Tem vários livros de ficção publicados.