a-01

Entrevista publicada pela Tribuna do Paraná em 17 de abril de 2015.

O jornalista e escritor Edilson Pereira acaba de lançar seus dois novos livros: O Português os olhos verdes Uma Mulher muito perigosa – no formato “dois em um”. Os romances têm como protagonista o detetive curitibano Lindomar Stenzel, criação do próprio Edilson, uma mistura romântica dos galãs do cinema noir e o Vampiro de Curitiba.

Confira abaixo o bate-papo com o escritor.

A literatura policial é seu “carro-chefe”, mas você também escreve poesia. Apesar das diferenças entre os gêneros, você caminha com naturalidade entre os dois. Por que você decidiu se dedicar aos contos policiais (que muitas vezes – e erroneamente – é considerado um subgênero)?

Eu não diria carro-chefe. Aconteceu de eu ter começado a publicar ao mesmo tempo em que fazia algumas séries sobre crimes para a Tribuna do Paraná e achei oportuno registrar em livro histórias que foram publicadas nas páginas do jornal e outras que havia escrito e estavam na gaveta. Durante muito tempo houve realmente certo preconceito com a literatura policial. Mas a cortina foi rasgada há tempo. No meu caso todos estes gêneros se cruzam porque de certa forma sempre estive entre eles. Há quinze anos me dediquei à dramaturgia e fui laureado duas vezes pela Funarte. Tenho doze peças. Mas por volta de 2005 eu já acumulava contos do gênero crime e mistério suficientes para publicar um livro. E publiquei em 2012 “Uma profissão tão antiga quanto a tua”. Por volta de 2007, a Tribuna se interessou por folhetins. Escrevi o primeiro, A Dama do Largo da Ordem, que começou a ser publicado em 2010. Animado com a publicação, escrevi mais quatro. Depois, com o fim de O Estado do Paraná, passei a escrever histórias de crimes e paixão tiradas da vida real. As séries tiveram boa repercussão, a vida real alimentava a ficção. E foi assim quase naturalmente que o trabalho evoluiu nesta direção.

Os livros têm como protagonista Lindomar Stenzel. Curitiba é habitada por diversos personagens míticos, desde vampiros a super-heróis e Stenzel também faz parte desse cenário. Como surgiu a ideia de criar um detetive tipicamente curitibano?

Written by edilsonpereira